22 de Fevereiro de 2018, 15:42

Estrutura Organizacional06/03/2012

Organograma do Jardim Botânico
Organograma do Jardim Botânico

 

Seção de Educação Ambiental

Atua primordialmente no desenvolvimento de atividades educativas, de lazer e culturais, no sentido de conscientizar sobre a importância da conservação da biodiversidade e dos ecossistemas, por meio de mecanismos de compreensão e sensibilização apropriados, despertando nos visitantes o sentido do seu papel de co-responsabilidade na proteção de recursos naturais, contribuindo para o resgate, a divulgação e a valorização da flora nativa.


Seção de Coleções

Prioriza a conservação da flora nativa do estado, a Seção de coleções, com base em um programa de expedições e coleta botânica, implementa seu acervo científico de plantas cultivadas “ex situ”, compondo uma representatividade da flora gaúcha, organizada por critérios taxonômicos ou fitogeográficos, mantendo um sistema informatizado dos principais grupos de plantas. A coleção disposta em um arboreto ou em cultivos envasados constitui a base para diversas pesquisas botânicas, sendo um laboratório vivo para os mais diferentes estudos da biologia e horticultura.


Seção de Obras e Manutenção

Sua atuação é fundamental na elaboração de projetos construtivos e na manutenção das estruturas de pesquisa e produção e infraestrutura urbanística para o uso público. Norteia suas atividades buscando adaptação ou elaborando projetos com atributos de sustentabilidade e acessibilidade.


Seção de Jardinagem

Responsável pela elaboração e manutenção dos ambientes de uso intensivo pelos visitantes, utilizando a vegetação como elemento de paisagem, compondo recantos e locais de beleza cênica. Contempla todas as atividades horticulturais e de jardineria buscando a harmonização das estruturas construídas aos ambientes do Jardim Botânico.


Setor de Banco de Sementes

Estrutura de laboratórios onde todo o material oriundo de coletas (sementes e propágulos) recebem registro de ingresso. É onde são desenvolvidas pesquisas relacionadas ao beneficiamento e a qualidade fisiológica das sementes, tecnologias de armazenamento e superação de dormência, cultura de tecidos. Constitui-se, pois, num importante gerador de informações científicas, aplicáveis aos processos de multiplicação vegetal.


Setor de Viveiro de Mudas

Prima pela produção de mudas com alto grau de diversificação e qualidade, com ênfase na flora nativa, oferece planta de alto valor e representatividade genética, pois, em sua maioria, as sementes são coletadas nos locais originais. Adequado à Missão Institucional, mantém o registro detalhado da procedência do material reprodutivo, qualificando os projetos de recuperação ambiental e contribuindo diretamente na conservação da flora nativa e dos ecossistemas regionais.

FZB - Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul

Rua Dr. Salvador França, 1427

CEP: 90.690-000

Porto Alegre - RS

Fone: Centro de visitantes: (51)3320-2027 Administração: (51) 3320-2024

Visitações

Escolas/grupos devem agendar sua visita nas datas disponíveis abaixo:

  • Lista Vermelha Flora
  • Central do Cidadão
  • Concurso FZB 2014
Desenvolvido pela PROCERGS    |    Termos de uso